DIA DA ENERGIA 29 de Maio - Lançamento da Campanha de Promoção na TV, Rádio e Imprensa

O Programa AQSpP tem como objectivo específico contribuir para a criação de um mercado nacional de energia solar térmica de 150 000 m2 por ano, capaz de atingir a meta de um milhão de metros quadrados de colectores solares instalados em 2010.

Embora seja um dos países da Europa com maior incidência de radiação solar, cerca de três mil horas de sol por ano nalgumas regiões, verifica-se que Portugal tem uma reduzida utilização desta fonte de energia solar, cujo potencial foi estimado em 2001, pelo Grupo "Energia Solar Térmica" do Forum Energias Renováveis em Portugal, em 2,8 milhões de m2 de colectores solares.

Dois pontos essenciais para o sucesso da iniciativa são a "Certificação de Qualidade" dos equipamentos e dos instaladores, por forma a criar uma maior confiança dos utilizadores, e a adequação dos incentivos fiscais para privados (dedução no IRS). Os incentivos financeiros às empresas já estão disponíveis através da medida de apoio MAPE do POE/PRIME.

É lançada no Dia da Energia uma Campanha destinada a sensibilizar o público, na Imprensa, na Rádio e na TV, para o interesse económico e ambiental da utilização de colectores solares para aquecimento de águas, chamanado a atenção para a GARANTIA DA QUALIDADE, com EQUIPAMENTOS e INSTALADORES CERTIFICADOS, bem como uma oferta pelos instaladores de uma GARANTIA TOTAL DE 6 ANOS.

Pontos essenciais:

a) CERTIFICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS

Os colectores solares e os sistemas tipo "kit" a instalar devem ser apenas os certificados, após passarem ensaios rigorosos de eficiência e durabilidade, segundo procedimentos estabelecidos por Normas Europeias, os únicos em que pode haver garantia de qualidade.

b) CERTIFICAÇÃO DOS INSTALADORES

No passado, os sistemas solares deram problemas e descrédito porque foram mal instalados e não funcionaram bem. Agora, os bons instaladores estão Certificados pela DGEG, e só a esses deve ser confiada a tarefa de instalar este tipo de sistemas. Há um esquema de tratamento sistemático para todas as reclamações sobre instalações feitas por instaladores certificados, para garantia do consumidor.

Já há mais de 80 que obtiveram aprovação nas respectivas acções de formação.

c) GARANTIA TOTAL DE PELO MENOS 6 ANOS

Quem instalar um sistema solar que use equipamentos certificados e em que a instalação seja feita por um instalador certificado, beneficia de uma GARANTIA TOTAL de pelo menos 6 anos, que inclui operações regulares de manutenção pelo instalador. Nenhum outro sistema alternativo para produção de água quente oferece garantia com duração sequer próxima desta.

d) BENEFÍCIOS FISCAIS E APOIOS PÚBLICOS (POE-PRIME)

Existem benefícios fiscais (no IRS, dedução de 30% do custo do sistema até 700 €, no IRC períodos mais curtos de depreciação dos equipamentos) e incentivos não reembolsáveis para empresas que instalem estes sistemas, desde que os equipamentos e os respectivos instaladores sejam certificados.

e) LINHA AZUL E WEBSITE PARA ESCLARECER O CONSUMIDOR

A Campanha indica um número azul 808 10 90 90 (custo de chamada local na rede fixa) em que os interessados podem obter todas as informações que pretendam sobre os sistemas de colectores solares e sobre este programa de promoção. A Agência para a Energia (ADENE) presta apoio contactando quem colocar questões que não possam ser esclarecidas pelo operador no prazo de 48 horas (dias úteis).

Existe também uma site na Internet www.aguaquentesolar.com onde qualquer um pode encontrar toda a informação que possa pretender sobre instalações solares para aquecimento de água, consultar listas de equipamentos ou instaladores certificados, contactar a ADENE para perguntas especiais, etc.

f) MOSTRA DE COLECTORES SOLARES CERTIFICADOS

Os interessados poderão ver, num só local, lado a lado, os equipamentos certificados, montados e a funcionar. A mostra tecnológica funciona no INETI, é promovida pela SPES (Sociedade Portuguesa de Energia Solar) e pode também ser consultada via internet no site do AQS para quem não se possa deslocar ao local.

g) LITERATURA INFORMATIVA E PROMOCIONAL

Foram preparados vários folhetos e mini-brochuras para informação e promoção durante a Campanha: